Por que você deve investir nas fotos e vídeos dos seus produtos.

Por que você deve investir nas fotos e vídeos dos seus produtos.

Publicado em

Elas são a experiência de tocar um produto na loja física.


Produzir fotos e vídeos dos seus produtos está entre as etapas mais importantes para quem está criando uma loja virtual. Se você quer causar uma boa impressão para seus clientes antes mesmo de começar a investir em marketing, deve enxergar os recursos visuais como aliados da sua conversão de vendas.

Entenda fotos e vídeos como substitutos da experiência de tocar um produto na loja física. Eles devem mostrar detalhes e, se possível, formas de como usá-los de maneira que o cliente não sinta esta falta. A boa notícia é: se você está pensando que isto vai custar muito dinheiro, está enganado.

Vale a pena investir em fotos profissionais no seu e-commerce?

Você já desistiu de comprar algum produto pela internet porque ele não tinha uma boa foto ou porque tinha poucas fotos? Pois é, você não é o único(a): 67% dos consumidores consideram a qualidade da imagem um fator muito relevante no processo de compras online.

A foto do seu produto é o principal recurso de divulgação dele. Por isso é essencial apostar em fotos que valorizem e destaquem todos os os seus detalhes e diferenciais. E para obter tais resultados, a dica é começar preparando um ambiente adequado e com boa iluminação. Ah, e verificar se a resolução da sua câmera (profissional ou do smartphone) é adequada para este trabalho. Estudos mostram que a resolução (como veremos a seguir) e o tamanho da foto podem influenciar nos resultados de conversão em até 9%. Vamos conferir?

Resolução

Você sabia que uma foto grande não tem necessariamente uma ótima resolução? A resolução na verdade se refere à qualidade de uma imagem. É claro que a qualidade da imagem vai depender de outros fatores, como iluminação, sensor de captura da câmera, entre outros. Mas uma câmera com uma boa quantidade de pixels você tem grandes chances de obter fotos com boa qualidade. Um pixel é o menor ponto de uma imagem digital e o conjunto deles forma a imagem inteira. Por isso, quanto maior é a quantidade de pixels, mais a foto pode ser ampliada sem perder definição.

Se você não tem uma câmera de alta resolução pode usar ferramentas para melhorar a qualidade da sua imagem, sem distorcê-la.

Abaixo também deixamos um checklist com os padrões de resolução de imagem usados pela maioria das lojas virtuais brasileiras:

Resolução mínima:

  • Horizontal (foto deitada): 640 pixels de largura por 480 pixels de altura;
  • Vertical (foto em pé): 480 px de altura por 640 px de largura.

Resolução Máxima:

  • Horizontal: 1280 px de largura por 1024 px de altura;
  • Vertical: 1024 px de largura por 1280 de altura.

Tamanho

Quando pensar no tamanho de uma imagem dentro do seu site, a primeira coisa que você deve lembrar é: o tamanho está relacionado ao peso que ela terá dentro da sua página. Isso é importante, pois como falamos acima, uma imagem grande não necessariamente é uma imagem com boa resolução.

Além disso, a quantidade e o tamanho das suas fotos vão gerar impactos no tempo de carregamento da sua página — o que pode gerar uma experiência ruim para o seu cliente. E o mesmo vale para o espaço em disco que você consumirá dentro da sua plataforma operacional ou da sua hospedagem de sites. Lembre-se: a maioria dos consumidores espera apenas 3 segundos para um site carregar (em desktops) e 5 segundos no celular ou tablet.

Por isso, se suas fotos estão muito grandes você pode tentar compactá-las usando programas de otimização de imagens — deixam os arquivos mais leves sem diminuir a qualidade. Após a edição é importante salvar as fotos em tamanhos entre 250 kb e 1Mb, para que não fiquem muito pequenas ou com pouca definição.

Ah, e quando estiver salvando suas fotos você também poderá optar entre alguns formatos de imagem. O JPEG e o PNG são os mais usados. A diferença entre eles é: o PNG consegue comprimir os arquivos sem perder a qualidade e o JPEG, não.

Sempre que possível faça o teste de velocidade de carregamento do seu site e padronize o tamanho de suas fotos.

Recursos e técnicas para tirar fotos profissionais

Você é um empreendedor e, por isso, é completamente compreensível que não seja um especialista em fotografia. Mas, com pequenas orientações será perfeitamente capaz de criar fotos profissionais para o seu e-commerce. A ideia é facilitar ao máximo o trabalho de edição de imagens e ganhar mais tempo para focar em outras tarefas diárias do seu e-commerce. Aos poucos você vai se aprimorando e verá que ótimos resultados não são exclusividade de fotógrafos famosos.

Zoom ou imagens em 3D

Um recurso muito utilizado por lojas virtuais atualmente é o zoom. Com este recurso, a loja cria uma alternativa à experiência de ir até uma loja física e dá ao cliente a possibilidade de se assegurar sobre detalhes e particularidades do produto — como textura, cor, entre outros. Assim, conseguirá oferecer mais um recurso visual importante que pode, inclusive, reduzir taxas de devolução por arrependimento, por exemplo. Se você já contratou uma plataforma paga de e-commerce pode verificar com o seu parceiro se ele oferece esta funcionalidade. Se o seu site é desenvolvido em WordPress, pode instalar um plug-in do WooCommerce, por exemplo.

Outro recurso interessante são as fotos em 3D, que podem ser grandes aliadas do e-commerce. O marketplace de móveis da Mobly, por exemplo, utiliza o recurso em seu aplicativo. Ao clicar no botão ‘3D’ no canto de uma imagem, o cliente consegue ter a experiência de simular como um móvel ficaria em determinado cômodo da casa. Para exibir este tipo de imagem é preciso tirar de 24 a 72 fotos do produto e usar um software específico para transformá-la em formato Flash, HTML 5 ou GIF, e depois inserir no seu site.

Iluminação

Nem é preciso dizer que uma boa iluminação ajuda muito a produzir fotos de alta qualidade, não é mesmo? A iluminação ajuda a ressaltar cores e detalhes e ainda facilita o trabalho do editor, que vai perder muito menos tempo no Photoshop. Uma dica valiosa é: sempre que puder, aproveite a luz natural e evite ao máximo sombras nas fotos. Os flashs também não são muito indicados pela maioria dos especialistas, pois em muitos casos emitem muita luz, geram sombras e atrapalham a iluminação. Se você deseja investir em uma boa iluminação sem gastar muito dinheiro no começo, o segredo é iniciar com um mini estúdio de iluminação como este.

Fundo

A maioria dos e-commerces utiliza um fundo branco ou neutro para tirar as fotos. O branco ajuda a eliminar distrações (já que o foco é o produto) e pode ser construído de forma simples e barata. Pode ser com no mini estúdio que citamos acima ou até mesmo usando cartolinas ou folhas brancas. A vantagem do fundo branco é poder deixá-lo transparente depois, salvando a imagem em formato PNG. Se você optar por outra cor de fundo, lembre-se de usar sempre o mesmo padrão ou estilo para criar consistência nas suas fotos.

Ângulos e cores

Pensando ainda na experiência do cliente navegando no seu site, é interessante pensar na apresentação de ângulos e cores dos produtos. Na página de produto tente colocar várias opções de ângulos, estampas e cores agrupadas — você já precisou entrar em páginas diferentes para ver o mesmo produto em outras cores?). Assim você facilita a vida do cliente e evita que ele tenha que clicar em outros lugares para encontrar o que procura.

Também é importante tentar chegar o máximo possível da cor original dos produtos. Dessa forma, seu cliente não terá nenhuma surpresa em receber um produto diferente do que imaginava. Alguns especialistas recomendam, inclusive, mudar os arquivos do formato JPEG para o perfil de cor SRGB, que é compatível com a maioria dos equipamentos atuais e pode facilitar a percepção das cores.

Por que devo usar vídeos nas minhas páginas de produto?

Se as fotos já são uma ótima vitrine para os seus produtos no seu site, os vídeos vão te ajudar ainda mais! O Brasil já é o 4º país com mais tempo de visualização no YouTube: a cada 10 usuários, nove dizem buscar novas formas de conhecimento na plataforma. E essa cultura de consumo de informação por vídeo também está presente no comportamento de compra online. A média de conversão de sites com vídeos é de 4,9%, enquanto os sites sem vídeos convertem 2,9% das vendas.

Entre as vantagens de usar este recurso no seu e-commerce estão:

  • Estimular o engajamento e as interações dos clientes;
  • Tornar as informações técnicas mais acessíveis;
  • Aumentar a taxa de clique nos resultados de busca (estima-se que esta taxa aumente até 41%);
  • Aumentar o tempo de permanência no seu site em média dois minutos a mais.


Modelos de vídeos para sua loja virtual

Existem vários tipos de vídeo que você pode aproveitar no seu e-commerce. Confira algumas delas:

Vídeo de produto

Neste vídeo você deve mostrar as principais características do seu produto. Se você tem uma loja virtual com foco em artigos de moda, ressalte o caimento da roupa ou a flexibilidade do seu material, por exemplo (dá uma olhada neste vídeo da Posthaus). Estes detalhes deixarão o cliente mais confiante e seguro na compra.

Vídeo tutorial

Os vídeos tutoriais são mais complexos de produzir. Porém, são ótimos para produtos mais técnicos ou que exigem mais conhecimento técnico em sua montagem ou manuseio. Para a reprodução, recomenda-se chamar um especialista para dar uma ‘mini aula’ ou montar um ‘passo a passo’ de forma didática para explicar o funcionamento do produto. Um exemplo de tutorial é este da Cirilo Cabos, loja de cabos da Santa Efigênia, em São Paulo.

Unboxing

Você deve se lembrar deste tipo de vídeo, muito famoso nos anos 2000. Ele explora bem a experiência do e-commerce de receber um produto em casa: abrir a caixa e tirá-lo da embalagem. Ele também é comumente explorado como estratégia de marketing de conteúdo, como neste exemplo de unboxing do Magazine Luiza.

Vídeos com influenciadores

Além do unboxing, os vídeos feitos por influenciadores também estão em alta. Estima-se que estes parceiros digitais representam o recurso de vendas de maior crescimento e eficiência da atualidade: em média, 60% a 80% das decisões de compra realizadas em lojas virtuais de moda têm origem na opinião de influenciadores. Além de influenciarem nas vendas, os depoimentos sinceros destes profissionais são ótimos para reforçar a confiança do consumidor na sua marca.

Se você pensa em utilizar este recurso, vale começar procurando por influenciadores locais com preços mais acessíveis. O valor cobrado por vídeo varia de acordo com o número de seguidores que ele(a) tem, plataformas em que ele(a) atua (Instagram, Facebook, YouTube, etc) e até mesmo o tipo de produto que você quer divulgar.

Aperte o Play!

Aproveite as orientações básicas sobre iluminação, fundo e ângulos que demos para as fotos em seus vídeos de produto. No caso dos tutoriais, unboxing e vídeos com influenciadores, aconselhamos que você tenha um roteiro para ajudar a guiar o conteúdo que será gravado. Antes de escrever o roteiro, experimente pesquisar as dúvidas mais recorrentes sobre o uso ou característica de um produto. Isso vai te ajudar a ter ideias e insights para construir um conteúdo realmente útil para o seu cliente.

Adote igualmente as estratégias de otimização dos tamanhos dos vídeos para eles não comprometerem a velocidade de carregamento do seu site. Dê atenção especial à qualidade do áudio do seu vídeo e priorize um bom microfone na hora de captar o som. Seguindo algumas práticas você vai conseguir gravar bons vídeos usando seu próprio smartphone.

Quais são as suas estratégias para produzir boas fotos e vídeos para a sua loja virtual? Compartilhe aqui com a gente

FONTE ecommercebrasil - por Alice Wakai

Santos Cidade 22/08/2019 às 14h25 Tecnologia

Veja Também

Comentários

Adicionar Comentário
sentiment_dissatisfied

Opsss... Ainda Não Temos Comentários Para Exibir!

Deixe Seu Comentário

Faça Sua Avaliação!