Outeiro de Santa Catarina

O local é marco inicial da povoação da cidade. No século XVI, Luiz de Góis e sua esposa Catarina de Aguillar construíram na base do morro a capela de Santa Catarina de Alexandria, a primeira de Santos.
Quando o corsário inglês Thomas Cavendish saqueou a vila em 1591, a capela foi destruída e a imagem da Santa jogada no mar. A peça foi resgatada por escravos em meados do século XVII e em 1663 foi iniciada a reconstrução da capela, agora no alto do Outeiro. Ao longo dos séculos XVIII e XIX o morro foi sendo debastado para a obtenção de aterro e a igreja demolida. Entre 1880 e 1884 o médico João Éboli, estabelecido em Santos, mandou construir sobre o bloco de rocha restante uma casa acastelada. Após um processo de decadência, o local foi tombado em 1985 e reconstruído pela Prefeitura em 1992. Hoje abriga a sede da Fundação Arquivo e Memória de Santos, instituição responsável pela gestão dos arquivos públicos e da memória não edificada da cidade.

Aberto aos fins de semana das 9 às 13 horas.
Entrada Franca.


©1999 - 2004 - Todos os direitos reservados.
Santos Cidade® - Toda Informação - Desenvolvimento de sites.